You are currently viewing Lendas gauchescas:  Chasque do Imperador

Lendas gauchescas: Chasque do Imperador

Durante a Guerra do Paraguai, Dom Pedro II chegou no Rio Grande do Sul e quis que algum gaúcho fosse seu chasque – alguém de confiança que estivesse sempre com ele. Blau Nunes, genuíno tipo crioulo rio-grandense, foi designado para servir diretamente o Imperador.

Ele conta as coisas que passou com Dom Pedro. Quando o imperador se hospedou na casa de um sujeito mui gauchão foram oferecidos apenas chá e doces no almoço e jantar, no dia seguinte também. O gauchão perguntou se estava tudo bem. O Imperador respondeu: “Eu agradecia-lhe muito se me arranjasse antes um feijãozinho… uma lasca de carne…”.

O anfitrião largou uma risada e disse “Pois Vossa Majestade come carne?! Disseram-me que as pessoas reais só se tratavam a bicos de rouxinóis e a doces e pasteizinhos!…(…) Vamos já a um churrasco…”e tratou logo de assar um delicioso e suculento churrasco. Essa obra é do escritor pelotense João Simões Lopes Neto, escrita há mais de cem anos.

FONTE

Deixe um comentário